keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Diretoria de Vigilância alerta sobre riscos de manter contato direto com morcegos em SC

A raiva humana é uma das doenças infecciosas mais antigas e letais que acompanham a trajetória humana. É uma zoonose viral transmitida somente por mamíferos, geralmente apresenta aproximadamente 100 % de letalidade

X

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC) orienta os moradores do estado a não se aproximarem de animais silvestres, entre eles os morcegos. Isso porque esses animais podem estar contaminados com o vírus da raiva.

“Recebemos frequentemente relatos de pessoas que cuidam de morcegos e alimentam esses animais ao pensarem que estão machucados. Isso é perigoso. Nosso alerta é que mesmo que o animal esteja no chão, sem sinais de adoecimento ou ferimento, é muito importante que as pessoas não toquem e nem tentem mexer nesse animal”, explica Alexandra Schlickmann Pereira, médica veterinária da DIVE/SC.

Em Florianópolis, no sul da ilha, um desses casos foi notificado dia 22 de março. Uma moradora resgatou um morcego, que ela acreditava estar machucado e alimentou o animal. “O que aconteceu foi que o morcego estava positivo para raiva e ela precisou receber soro e vacinas para prevenir contra a doença”, alerta Ivânia Folster, gerente de zoonoses da DIVE/SC.

Prevenção
A orientação da DIVE/SC é que a população ao se deparar com um morcego no quintal ou na residência isole o animal com um pano, balde ou caixa, e entre em contato com o Centro de Controle de Zoonoses do seu município. “Eles fazem a retirada do animal e os encaminhamentos necessários”, destaca a médica veterinária.

Se uma pessoa for mordida ou entrar em contato direto com morcego ou por algum animal doméstico ou silvestre, deve procurar, imediatamente, uma unidade de saúde para receber atendimento médico. A vacinação dos animais domésticos é a única forma de proteção contra a raiva. “Procure um veterinário de confiança e vacine anualmente cães e gatos com a vacina antirrábica. Ela protege seu animal contra a doença”, salienta Alexandra.

Raiva humana
Santa Catarina registrou o último caso de raiva humana em 2019. Uma mulher, de 58 anos, residente em área rural do município de Gravatal. Porém, ela não procurou atendimento em tempo oportuno e faleceu. A raiva humana é uma das doenças infecciosas mais antigas e letais que acompanham a trajetória humana. É uma zoonose viral transmitida somente por mamíferos, geralmente apresenta aproximadamente 100 % de letalidade

É uma zoonose que tem como hospedeiro, reservatório e transmissor o animal infectado pelo vírus da raiva que transmite a doença aos humanos através de mordedura, arranhadura e ou lambedura. Apresenta dois ciclos básicos de transmissão:

• Urbano: cujos principais reservatórios são os cães e gatos;

• Silvestre: ocorre principalmente entre morcegos, macacos e raposas.

Fonte: Clicsc

Geral

Investimentos melhoram abastecimento no bairro São Miguel em Penha

A concessionária Águas de Penha investiu em um projeto de melhorias no abastecimento do bairro São Miguel. Arthur May, coordenador operacional da concessionária, explica que o projeto envolveu um conjunto de ações, sendo que uma […]

Geral

Atriz Tatá Werneck é criticada nas redes sociais por usar três máscaras no velório de Paulo Gustavo

Internautas acharam um “exagero” por parte da artista ir no local com “tanta proteção”

Geral

Município do Sul de SC está em alerta para foco de raiva bovina

A raiva não tem cura e pode matar animais e seres humanos, portanto a vacinação é muito importante para prevenir e proteger os animais.

Geral

Emasa encontra machado no esgoto durante limpeza de tubulação em BC

A manutenção da rede coletora é um trabalho rotineiro, necessário para a prevenção e saúde do sistema de esgotamento sanitário do município

Mais notícias

coronavirus

Pela segunda semana seguida, apenas uma região do estado está em nível grave

Não houve alterações de classificação em relação à matriz divulgada no último final de semana

Segurança

Quatro pessoas da mesma família morrem em incêndio em SC

Quatro pessoas da mesma família morreram carbonizadas em um incêndio na manhã deste sábado (08) na cidade de São Domingos, no Oeste catarinense. A casa da família ficou destruída. Morreram no local um homem de […]