keyboard_backspace

Página Inicial

Cultura e Lazer

Empresa de SP vai elaborar projeto para restaurar ruas históricas de Tijucas; Veja detalhes do projeto

Área de intervenção no entorno do Casarão será constituída de três trechos que, juntos, somam 6.621,63 m²

X

A empresa que realizará o anteprojeto da reforma de urbanismo e paisagismo de ruas históricas no entorno do Casarão Gallotti, em Tijucas, foi selecionada nesta sexta-feira (17). Considerado como o centro histórico do município, a intenção do IAB/SC (Instituto dos Arquitetos do Brasil) e da Prefeitura de Tijucas por meio da Secretaria Municipal de Cultura, é repaginar a cara do turismo da cidade. O IAB SC organizou o Concurso de Anteprojeto de Urbanismo para o Centro Histórico do Casarão Gallotti em Tijucas.

Três premiados e uma menção honrosa. O projeto vencedor de uma empresa de arquitetura de Campinas: A Fucolin Arquitetura e Paisagismo Ltda. O valor acertado é de “apenas” R$ 132 para a elaboração do projeto e, por óbvio, não inclui o valor da execução da obra. No próximo dia 21 a prefeitura assina o contrato onde um júri elegeu que é um projeto de revitalização muito bem feito. O júri (composto pelos professores da UFSC Almir Reis, César Floriano e a arquiteta Giselle Alves da PMT) foi unânime.

Objetivos

O desenho urbano e o paisagismo devem obedecer as indicações e determinações do edital. A área de intervenção no entorno do Casarão será constituída de três trechos que, juntos, somam 6.621,63 m². Sendo eles:

Trecho A: Rua Coronel Gallotti, entre a BR-101, a Rua Gregório Vanucci e a Rua Maria Gallotti, com 257,03 metros de extensão, acrescida do prolongamento da calçada da margem beira-rio, com 55 metros. A área aproximada é de 2.954,13 m²;

Trecho B: Rua Maria Gallotti, entre a Rua Coronel Gallotti e a Rua Valério Gomes, com extensão aproximada de 250 metros e área de 3.217,15 m²;

Trecho C: Rua João Bayer entre a Rua Coronel Gallotti e o Rio Tijucas com 45 metros de extensão, a área aproximada é de 450 m².

Casarão Gallotti

O Casarão Gallotti pertencia a uma tradicional e importante família de Tijucas, tendo sido construído ainda no século 19. Desde então, consagrou-se como patrimônio histórico do município.

Durante anos, o Casarão serviu como referência no município, por ter recepcionado inúmeras figuras políticas do Brasil. Além disso, foi a primeira residência a ter sistema telefônico no município, e por isso servia como central de informações da cidade.

Atualmente, o local serve como sede para exposições, apresentações culturais e outras manifestações artísticas da comunidade de Tijucas e região, conforme informações da Prefeitura do município. O restauro e revitalização das ruas do entorno vai valorizar ainda mais o patrimônio histórico da cidade e impulsionar o turismo cultural.

Cultura e Lazer

Iniciam as atividades do Projeto Verão Itapema 2022

Os moradores e turistas que escolherem Itapema para a temporada já podem participar de inúmeras atividades especiais do Projeto Verão Itapema 2022. A iniciativa tem como objetivo oferecer esporte, cultura, educação ambiental e lazer. A […]

Cultura e Lazer

Porto Belo cancela o Carnaval 2022 após aumento dos casos de Covid-19

O número de casos de coronavírus havia baixado no final de 2021, mas passou a aumentar no início de 2022

Cultura e Lazer

Banda faz show gratuito no Mirante do Encanto em Itapema no domingo (09)

O show e bate-papo também serão transmitidos ao vivo pelas redes sociais do Coletivo Tapera

Cultura e Lazer

Banda de Itapema fará série de shows em locais públicos no mês de janeiro

Coletivo Tapera inicia projeto de Intervenção Cultural neste domingo (02/01)

Cultura e Lazer

Animais do Oceanic Aquarium de BC recebem presentes e visita de Papai Noel

Corajoso, o Noel chegou a alimentar os tubarões-mangona com peixes frescos

Mais notícias

Segurança

Vídeo: Dois homens em uma moto atiram contra o presídio da Canhanduba

Duas pessoas em uma motocicleta foram até a entrada do complexo e efetuaram disparos contra o presídio