keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Médico acusado de abuso sexual por pacientes é preso

A prisão ocorreu próximo ao Aeroporto de Congonhas

X

O médico nutrólogo Abib Maldaun Neto, acusado de abusos sexuais por pacientes, foi preso na manhã de hoje (14) próximo ao Aeroporto de Congonhas.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP), a prisão ocorreu após policiais militares interceptarem o veículo usado pelo nutrólogo nas imediações da Avenida Washington Luis. Dentro do carro, além do acusado, estavam sua esposa, uma advogada e um motorista. O caso foi registrado como captura de procurado pela Divisão de Capturas, do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope).

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) não informou detalhes sobre o processo porque tramita em segredo de Justiça. A defesa de Maldaun alega inocência.

O médico é acusado por pacientes de cometer abuso sexual dentro do próprio consultório, no bairro dos Jardins, na capital paulista. Segundo o Ministério Público de São Paulo, o médico já foi condenado em segunda instância por violação sexual mediante fraude pelo TJ-SP, mas continuava atendendo com autorização do Cremesp.

O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) suspendeu cautelarmente o registro do médico devido às denúncias de abuso no final de setembro deste ano. Segundo a entidade, a suspensão é válida por seis meses, podendo ser renovada por igual período e, nesse prazo, o registro profissional do médico ficará suspenso em todo o território nacional.

Segurança

PM de Balneário Camboriú esclarece suposto sequestro de criança por motorista de aplicativo

Um vídeo de câmeras de segurança mostra o momento em que um suposto sequestro de criança acontece na Rua 3.900, no Centro de Balneário Camboriú. O caso, no entanto, não se trata de um sequestro. […]

Segurança

Após atropelar mulher, motorista jogou cabeça da vítima em matagal de São José

Polícia Civil desvenda caso da cabeça humana encontrada em São José

Segurança

PF prende dois empresários, suspeitos de fraudes em contratos da saúde no governo de SC

Segunda fase da operação Alcatraz foi deflagrada nesta terça (19) e também prendeu o presidente da Alesc, Júlio Garcia

Segurança

Polícia Federal coloca presidente da Assembleia, deputado Júlio Garcia, em prisão domiciliar

Parlamentar está neste momento prestando depoimento na sede da PF, em Florianópolis

Segurança

Fraudes na saúde em SC podem chegar a R$ 500 milhões

Polícia Federal lançou nova fase da operação Alcatraz, batizada de Hemorragia e cumpre mandados de prisão em três cidades do Estado

Mais notícias