keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Mulher é vítima de estupro ao sair de bar em Criciúma

Após a denúncia, os policiais realizaram rondas pela região, mas não localizaram o suspeito

X
Ilustrativa
Siga-nos no google-news

Uma mulher de 37 anos acionou a Polícia Militar para denunciar um crime de estupro. Ela relatou aos policias que havia saído de um bar em Criciúma, e caminhava pela Avenida Centenário em direção ao terminal de ônibus quando foi abordada por um homem.

Segundo a vítima, ele a pegou pelo braço e levou a força para atrás de uma concessionária, onde há um campinho de futebol. No local, teria ocorrido o estupro. O caso aconteceu nesse sábado (9) à noite.

Após a denúncia, os policiais realizaram rondas pela região, mas não localizaram o suspeito. A vítima foi conduzida até o Hospital São José para atendimento médico. O caso agora deve ser investigado pela Polícia Civil.

Fonte: ND+

Segurança

Furto de fiação elétrica causa desabastecimento de água em cidade catarinense

A SESAN acionou a polícia, que investiga o caso para que sejam aplicadas as medidas legais contra o criminoso

Segurança

Motociclista morre em acidente com carro em rodovia catarinense

Quando os socorristas chegaram, já não havia ninguém no local do acidente

Segurança

Casa noturna de BC terá que indenizar cliente após constrangimento por suposta nota falsa

Justiça determinou que estabelecimento pague R$ 7 mil de danos morais ao consumidor

Segurança

Adolescente é mantida em cativeiro durante sete meses por homem que conheceu na internet

A menina foi dada como desaparecida e passou os sete meses sem contato com os pais

Segurança

Polícia aborda carro e encontra arma de fogo Camboriú

Abordagem ocorreu no bairro Rio Pequeno em Camboriú

Mais notícias

Tempo

SC pode ser atingida por novo ciclone nesta semana

A semana começa quente e abafada, mas logo dá lugar a uma frente fria, que vem acompanhada de temporais e muitas nuvens

Segurança

Furto de fiação elétrica causa desabastecimento de água em cidade catarinense

A SESAN acionou a polícia, que investiga o caso para que sejam aplicadas as medidas legais contra o criminoso