keyboard_backspace

Página Inicial

Coluna Pelo Estado

SC bate recorde na concessão de bolsas universitárias

Leia na Coluna Pelo Estado de hoje

X
Mauricio Vieira/Secom
Siga-nos no google-news

O Programa de Bolsas Universitárias de Santa Catarina (Uniedu) já registrou em 2022 o número recorde de beneficiados em um único semestre. O Governo do Estado contemplou 31,1 mil estudantes universitários com bolsas de graduação antes mesmo do fim de junho. Esse número é 32,8% maior em relação ao registrado nos primeiros seis meses de 2021, quando 23,4 mil estudantes foram beneficiados.

O investimento para a concessão de bolsas universitárias em 2022 também é um recorde, com R$ 455 milhões. O número é 26,7% superior comparado ao valor investido no programa no ano passado, de R$ 359,6 milhões. Estes recursos são repassados às instituições de ensino superior conforme as bolsas são concedidas aos estudantes. Com a ampliação do programa, também foi registrado aumento significativo na procura por bolsas nos primeiros meses. Houve crescimento de 60% no número de estudantes cadastrados em relação ao ano de 2021, com 65.152 inscrições no primeiro semestre. A partir desses cadastros, as instituições de ensino superior selecionam os estudantes que serão contemplados pelo programa, seguindo uma lista de critérios.


Os estudantes de graduação contemplados pelo Uniedu recebem bolsas em valores que podem variar entre 25% e 100% da mensalidade dos cursos em que estão matriculados. A definição deste valor é de responsabilidade da instituição de Ensino Superior em que eles estão matriculados. A priorização das bolsas segue o índice de carência, que automaticamente seleciona os estudantes que mais necessitam do auxílio. Esse índice leva em conta a renda familiar, a moradia, os bens no nome da família, a despesa com educação com outros membros da família, a despesa familiar mensal com transporte para estudo, a despesa com tratamento de doenças crônicas e a quantidade de integrantes da família.

Máquinas agrícolas

Com investimentos de mais de R$ 50 milhões, o Governo do Estado, em conjunto às bancadas federal e estadual, entregou, nesta segunda-feira, 27, máquinas para modernizar e fomentar a produção da agricultura catarinense em 99 municípios. Ao todo foram entregues 110 novos equipamentos. São R$ 14,5 milhões em investimentos de emendas parlamentares federais, R$ 340,48 mil de emendas estaduais e R$ 3,2 milhões de contrapartida do Governo do Estado. Houve ainda o investimento de R$ 32 milhões em recursos da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade para a compra de 23 escavadeiras hidráulicas.

Mais leitos

Mais 21 leitos serão entregues esta semana em Santa Catarina, sendo cinco de UTI pediátrica no Hospital Seara do Bem, em Lages, nesta terça-feira, 28, e outros 10, também de UTI pediátrica, no Hospital Infantil Jesser Amarante Faria, em Joinville. Desde a decretação da situação de emergência em saúde, no começo deste mês, o Governo do Estado abriu outros 20 leitos de UTI para crianças e recém-nascidos. A meta é disponibilizar 92 novos leitos deste tipo até agosto em várias regiões.

Energia

A tarifa de gás natural e as perspectivas de suprimento do insumo para o estado serão debatidos nesta terça-feira, 28, às 9h, em reunião da Câmara de Assuntos de Energia da Fiesc, em Florianópolis. O tema será abordado pelo diretor-presidente da SCGÁS, Willian Lehmkuhl. O diretor da Agência Reguladora (Aresc), Silvio Cesar dos Santos Rosa, estará presente e vai apresentar as atualizações do campo regulatório. O diretor de regulação e gestão de energia da Celesc, Fabio Valentim da Silva, que vai destacar os investimentos em expansão do sistema elétrico em Santa Catarina.

Agricultura

O Sistema de Plantio Direto de Hortaliças (SPDH) foi uma das sete experiências selecionadas em todo o Brasil pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), em chamada pública para identificação de soluções que contribuam para a redução de riscos e vulnerabilidades climáticas de agricultores familiares. O SPDH foi desenvolvido pela Epagri para transição da agricultura convencional para a agroecológica. Nesta terça-feira, 28, os representantes de cada experiência estarão recebendo seus certificados da FGV como selecionados na chamada pública.

Serra do Tabuleiro

O Instituto do Meio Ambiente (IMA) formalizou parceria com uma empresa australiana para investimento em projetos de educação ambiental na área do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro e comunidades vizinhas. Um dos projetos beneficiados por essa doação da empresa australiana para o Parque Estadual da Serra do Tabuleiro é o Pró Preá, no arquipélago das Ilhas de Moleques do Sul. É um pequeno mamífero raro e em ameaçado de extinção, cujo habitat está restrito a apenas esta ilha, localizada na costa de Santa Catarina.

Fonte: Clicsc