keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Volume de reclamações de falta de água em Camboriú caiu 85,5% no final do ano

O número de reclamações de falta d’água registradas pela Águas de Camboriú, no final de ano, caiu 85,5% na comparação com igual período do ano passado. O volume de contatos com a concessionária caiu de […]

X

O número de reclamações de falta d’água registradas pela Águas de Camboriú, no final de ano, caiu 85,5% na comparação com igual período do ano passado. O volume de contatos com a concessionária caiu de 723 para 108 na cidade, que conta com uma população fixa de 85 mil habitantes. As melhorias realizadas ao longo de 2020 deixaram a operação dos sistemas de água mais eficiente, proporcionando mais estabilidade no fornecimento à população.

“A expansão do sistema de abastecimento já garante o alcance de 98% de atendimento á população urbana de Camboriú, acima das metas contratuais. Com um sistema altamente pressurizado, nossa meta é melhorar diariamente e disponibilizar água de qualidade e em quantidade adequada a toda população”, destaca Reginalva Mureb, presidente da Águas de Camboriú.

O acordo firmado entre as prefeituras de Camboriú e de Balneário Camboriú com rizicultores de Camboriú e o bom volume de chuvas no mês de dezembro também contribuíram para o bom desempenho do abastecimento, segundo o secretário municipal de Saneamento Básico de Camboriú, Flávio Geraldo. Firmado com 18 rizicultores, o acordo proposto pela Epagri e apoiado pelo Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Camboriú buscou garantir a oferta nos dois municípios, prevendo a locação temporária de uma área de 800 hectares declarada de utilidade pública para reservação de água bruta no verão.

“Não há dúvidas de que Camboriú evoluiu muito nos últimos anos, principalmente no que diz respeito à abertura de diálogo com o município vizinho e também a incansável luta para buscarmos meios e alternativas de soluções para problemas antigos na cidade, como é o caso de abastecimento de água no município. Com certeza, estamos seguindo no caminho certo para uma Camboriú melhor”, ressalta o secretário.

A percepção é compartilhada pelo presidente do Comitê de Bacia do Rio Camboriú, Gilmar Capelari. “Em pleno inicio de janeiro, temos conseguido manter a vazão ecológica do rio graças ao acordo com os rizicultores, ao regime de chuvas quase diário a redução no número de visitantes por conta da Covid 19. Para garantir o abastecimento das duas cidades é imprescindível também a implantação do parque inundável multiuso. Os investimentos realizados pela Águas de Camboriú também foram fundamentais para garantir que a água chegasse para as pontas de rede da cidade”, finaliza Gilmar Capelari.

Geral

Blumenau abre os primeiros abrigos e avisa população sobre possível enchente

Anúncio foi feito em coletiva, nesta tarde de quinta-feira (21), Rio atingirá 7,5 metros às 22h.

Geral

Agricultor de SC afirma conversar com extraterrestres há 53 anos

O agricultor de 64 anos afirma ter recebido, por meio de telepatia, a informação sobre a pandemia de Covid-19 de seres extraterrestres.

Geral

Pronto Atendimento Digital da Unimed Litoral faz balanço de atendimentos

O Pronto Atendimento Digital da Unimed Litoral (PA Digital), que entrou em funcionamento no final de dezembro, atingiu resultados acima das expectativas da gestão.

Geral

MetSul Meteorologia diz que Santa Catarina enfrentará uma calamidade por conta das chuvas

Acumulados entre essa quinta e sábado podem atingir de 300 mm a 400 mm em alguns pontos

Geral

Porto de Itajaí recebe a maior embarcação da Marinha do Brasil e da América Latina

Embarcação da Marinha do Brasil tem 208,12 metros de comprimento e 30,4 metros de largura

Mais notícias