keyboard_backspace

Página Inicial

economia

Como driblar a inflação na ceia de fim de ano?

Escolha de produtos regionais, substituição de ingredientes nas receitas e planejamento financeiro estão entre as dicas

X

A criatividade na hora de escolher o cardápio da ceia de Natal e Réveillon terá de ser redobrada neste ano. Isso porque a inflação jogou para cima o preço dos produtos mais tradicionais na mesa dos brasileiros: carnes, aves, bacalhau e vinhos. A alta de preços no acumulado de 12 meses chegou a 27% em itens típicos desta data, segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getúlio Vargas (FGV). As aves lideram o ranking, segundo dados do Índice de Preços ao Consumidor (IPC-10), com aumento superior a 25%.

A lista tem ainda ovos (20,05%), carnes bovinas (16,68%), azeite (13,69%), bacalhau (7,98%), vinhos (7,77%), lombo suíno (6,48%) e pernil suíno (3,44%). O professor de Marketing, Pesquisa de Mercado e Branding do UniCuritiba, Sérgio Czajkowski Júnior, explica que o avanço nos preços reflete uma combinação de fatores.

“A pandemia trouxe implicações para a economia mundial e interferiu fortemente nos índices de inflação. Além disso, com a demanda reprimida do mercado chinês e o aumento das exportações, a oferta de produtos, principalmente de origem animal, reduziu no Brasil e elevou o preço para os consumidores locais”, explica o especialista, doutorando em Administração.

Fatores climáticos, alta do dólar (que pressiona o preço de produtos importados como vinhos e bacalhau), aumento no preço da ração (resultado do preço do milho e da soja) e custos logísticos elevados provocados pelo alta do diesel se somam à conta, deixando a ceia ainda mais salgada.

Valorização de produtos regionais

A dica do professor do UniCuritiba – instituição que faz parte da Ânima Educação, uma das principais organizações de ensino superior do país – é substituir itens importados, marcas famosas ou artigos com alto valor agregado por produtos locais. “Privilegiar os produtores e o comércio local é uma excelente alternativa para driblar os preços e valorizar as marcas regionais. Com certeza, a qualidade da ceia estará garantida, com valores mais convidativos.”

Outra orientação é fazer o planejamento financeiro para começar 2022 sem dívidas e evitar o uso do crédito rotativo do cartão de crédito. “Essa é a maneira mais cara de obter empréstimo e a principal forma de endividamento dos brasileiros”, alerta Sérgio Czajkowski Júnior.

A recomendação é usar o 13º salário e a participação nos lucros – paga por algumas empresas – para quitar as dívidas antes de fazer novas compras. “Reserve também uma parcela para as despesas e impostos do início do ano e só o que sobrar deve ser gasto nas festas. O melhor é começar 2022 com as finanças equilibradas”, ensina o especialista.

Receitas para a ceia

A coordenadora do curso de Nutrição do UniCuritiba, professora Maria Fernanda Koch Temporal, preparou duas receitas para ajudar quem pretende driblar a inflação. A sugestão é trocar o tradicional chester ou peru pelo frango e caprichar na farofa com ora-pro-nobis – uma planta comestível e rica em proteínas. Tudo para surpreender seus familiares e amigos com uma ceia nutritiva, saborosa e saudável.

FRANGO RECHEADO SAUDÁVEL

Ingredientes:

  • 1 frango inteiro sem pele e limpo
  • 1 xícara de ricota
  • 2 colheres de requeijão
  • Meia xícara de cenoura ralada
  • Meia xícara de vagem picada cozida al dente
  • 1 tomate picado sem semente
  • 1 cebola pequena inteira
  • Sal e cheiro verde a gosto

Modo de preparo:

Tempere o frango conforme a sua preferência e deixe marinando na geladeira de um dia para o outro.

Misture a ricota, o requeijão, a cenoura, a vagem, o tomate, o sal e o cheiro verde. Recheie o frango com essa mistura, mais uma cebola inteira pequena crua (para manter a umidade).

Leve ao forno envolvido em papel alumínio por mais ou menos 40 minutos, retire o papel alumínio e deixe dourar.

FAROFA DE ORA-PRO-NOBIS E BANANA

Ingredientes:

  • 2 xícaras de farinha de milho
  • 10 folhas de ora-pro-nobis cortada em fatias bem finas
  • 2 bananas picadas em pedaços pequenos
  • 1 cebola inteira
  • 2 dentes de alho
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • Sal a gosto

Modo de preparo:

Refogue a cebola e o alho na manteiga, em seguida refogue a ora-pro-nobis até murchar. Quando estiver bem refogado, acrescente a farinha de milho, a banana, tempere com sal e mexa.

economia

BRDE contrata R$ 400 milhões para micro e pequenos negócios de Santa Catarina em 2021

Considerando o cenário de enfrentamento da pandemia, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), tradicionalmente focado em operações de longo prazo em diversos setores, vem nos últimos dois anos inovando. A renovação visa […]

economia

Santa Catarina alcança recorde histórico anual em abertura de empresas com saldo de mais 138 mil registros

O número de empresas abertas entre janeiro e dezembro de 2021 representou o maior recorde histórico anual nos 128 anos de existência da autarquia, segundo levantamento da Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc). O saldo […]

economia

Porto de São Francisco tem aumento de 12% no número de navios atracados em 2021

Os números se referem ao porto público de São Francisco do Sul e ao terminal privado Tesc, que faz parte do complexo

economia

Consumo de GNV em Santa Catarina cresce 13% em 2021

Número de usuários também sobe e já são mais de112 mil veículos usando o combustível no Estado

economia

Cesta básica tem redução de preços no começo de 2022

Foram analisados 36 itens em oito estabelecimentos diferentes em Itajaí

Mais notícias

Segurança

Polícia prende assaltantes que se passavam por policiais em Joinville

Neste domingo (16), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Joinville, realizou uma operação para prender assaltantes de residências e estabelecimentos comerciais que vinham praticando crimes na […]

Geral

Chuvas em MG elevam nível do São Francisco e ameaçam cidades baianas

Em Juazeiro, prefeitura começou hoje a retirar famílias