keyboard_backspace

Página Inicial

Utilidade Pública

Fort Atacadista tem 60 vagas abertas para o Sul de Santa Catarina

Rede de atacarejo seleciona colaboradores para as funções de operador de caixa e repositor de mercadoria para as cidades de Criciúma e Içara; saiba como se candidatar

X
Fort Atacadista tem vagas abertas para Criciúma e Içara – Foto: Divulgação
Siga-nos no google-news

O Fort Atacadista, rede de atacarejo do Grupo Pereira, sétimo maior grupo supermercadista do país e líder do segmento em Santa Catarina, com 33 lojas no estado, está com vagas abertas para contratação imediata. São 25 vagas para a unidade de Içara e 35 postos de trabalho disponíveis para a loja de Criciúma. As vagas oferecidas são para operador(a) de caixa e repositor(a) de mercadorias.

Os interessados devem comparecer presencialmente às unidades do Fort Atacadista em Criciúma e Içara levando consigo documento com foto (RG) e, se possível, currículo impresso. Não é necessário ter experiência prévia e até mesmo quem ainda esteja cursando o Ensino Médio pode concorrer às vagas. As entrevistas estão sendo realizadas todos os dias nas lojas. 

Contratação 50+

Grupo Pereira, detentor da marca Fort Atacadista, recebeu selo “Age Friendly”, por boas práticas contra o etarismo – Foto: Divulgação

As oportunidades também estão disponíveis para profissionais com mais de 50 anos de idade (50+) e também para pessoas com deficiência (PCDs). Recentemente, o Grupo Pereira,  dono do Fort Atacadista, foi o primeiro varejista do Brasil a conquistar o selo “Certified Age Friendly Employer”, certificação concedida pela organização norte-americana Age Friendly Institute, que atesta boas práticas contra o etarismo.

Ao todo, o Grupo Pereira já soma 18 mil colaboradores em todos os estados onde a marca está presente (SC, RS, MT, MS, GO, SP e Distrito Federal). Desses, mais de 2.100 profissionais, ocupando os mais diferentes cargos, têm mais de 50 anos de idade.

Benefícios:

Café da manhã, almoço e/ou jantar; transporte; assistência odontológica; premiações por produtividade; kit maternidade/paternidade; seguro de vida; descontos de 7% nas compras nas lojas Fort Atacadista (compras feitas através do cartão Vuon Card); habilitação ao SESC, acesso a parceria com descontos diferenciados em saúde, educação (funcionário e familiares), lazer (clubes) e outras facilidades.

Fonte: Clicsc

Sobre o autor:
Davi
Davi Paes e Lima
Davi Paes e Lima é jornalista profissional (2874 - SC) desde 2006. É especialista em Comunicação Empresarial e atua na área de Assessoria de Comunicação há 20 anos, desde 2003 - além de ter passagens por veículos especializados. Desde 2020 está à frente da Paes e Lima Comunicação, agência boutique com base em Florianópolis. Atualmente também atua como co-host do podcast "Jogando para a Plateia" e no associativismo é diretor de eventos da Associação Catarinense de Imprensa (2023/2026). Colabora com notícias corporativas para o portal ClicSC desde 2022.
Utilidade Pública

Desconto de 20% no IPTU de Itapema acaba nesta semana

A medida incentiva a regularidade fiscal e oferece um benefício adicional aos contribuintes que mantêm seus tributos municipais em dia

Utilidade Pública

Dona de Ferry Boat se recusa à cumprir a lei do pix sancionada em SC

A legislação foi publicada no Diário Oficial na última quarta-feira, (31)

Utilidade Pública

Uber recebe notificação do Procon de Florianópolis devido à recusa de motoristas em ativar ar-condicionado

Segundo o Procon, a Uber destaca o ar-condicionado como requisito mínimo para veículos de transporte de passageiros, o que poderia configurar uma violação na prestação do serviço

Utilidade Pública

IPVA 2024: vencimentos começam nesta semana em Santa Catarina

Os prazos são determinados pelo final da placa de cada veículo

Mais notícias

Saúde

Santa Catarina decreta situação de emergência por conta do aumento de casos de dengue

A governadora em exercício, Marilisa Boehm, assinou um Decreto Emergencial Epidemiológico

Segurança

Jovem português procurado pela Interpol é preso em SC

O homem agora aguarda no sistema prisional, onde ficará detido até que o processo de extradição para Portugal seja finalizado