keyboard_backspace

Página Inicial

Utilidade Pública

Programa ‘Minha Casa Minha Vida’ é ampliado para a classe média

Uma das mudanças significativas é a expansão do benefício de moradia gratuita não apenas para a população de baixa renda, mas também para a classe média

X
Imagem Ilustrativa
Siga-nos no google-news

O Programa Minha Casa Minha Vida, gerenciado pelo Ministério das Cidades e revitalizado pelo Governo Federal em 2023, apresentou alterações para impactar positivamente famílias brasileiras em busca de moradias próprias. Em 2024, o programa tem a meta de atender mais famílias, com um orçamento federal de R$ 13,7 bilhões, um aumento notável de 41% em relação ao ano anterior. Esses investimentos refletem o compromisso do governo em oferecer habitações acessíveis e de qualidade.

Classe média está incluída no benefício

Uma das mudanças significativas é a expansão do benefício de moradia gratuita não apenas para a população de baixa renda, mas também para a classe média. O Secretário Nacional de Habitação, Hailton Madureira, anunciou um compromisso renovado, com um orçamento inicial de R$ 9 bilhões, buscando superar esse montante ao longo do ano. Madureira destaca os avanços de 2023, incluindo a conclusão de 21 mil residências inacabadas e a retomada de 22 mil obras paralisadas.

FGTS Futuro

A meta atual é contratar dois milhões de unidades até 2026, concentrando-se nas famílias de menor renda para reduzir o déficit habitacional, que afeta aproximadamente seis milhões de moradias em todo o país. O Governo Federal introduziu inovações, como o “FGTS Futuro“, permitindo que trabalhadores utilizem créditos futuros do FGTS para quitar prestações ou amortizar financiamentos habitacionais.

O programa agora busca atender trabalhadores informais de baixa renda, alocando cerca de R$ 800 milhões dos recursos do Fundo de Garantia da Habitação Popular para cobrir riscos em operações de crédito. Minha Casa, Minha Vida será atualizado para contemplar áreas urbanas e rurais, com faixas de renda específicas e prioridade para mulheres responsáveis pelo sustento do lar.

As novas opções incluem maiores faixas de renda:

  • Faixa 1: Rendas de até R$ 2.640,00.
  • Faixa 2: Rendas entre R$ 2.640,01 e R$ 8.000,00.
  • Faixa 3: Rendas entre R$ 52.800,01 e R$ 96.000,00, com valores máximos de imóvel estabelecidos para cada faixa.

A expectativa é contratar 187 mil unidades até fevereiro, direcionadas a famílias com renda de até R$ 2.640.

Fonte: Clicsc

Sobre o autor:
Barbara
Barbara Machado
Barbara Machado, nascida em Florianópolis, jornalista no Visor Notícias com foco na redação. Mostrou paixão pela escrita desde os 9 anos, tendo sua poesia publicada em um livro da cidade. Encontrou sua vocação no jornalismo, adquirindo experiência em cobertura de eventos, participando de coletivas e muito mais, marcando sua trajetória com determinação, coragem e resiliência. Valoriza a precisão e a veracidade dos fatos, o que reflete sua curiosidade e responsabilidade no jornalismo.
Utilidade Pública

Desconto de 20% no IPTU de Itapema acaba nesta semana

A medida incentiva a regularidade fiscal e oferece um benefício adicional aos contribuintes que mantêm seus tributos municipais em dia

Utilidade Pública

Dona de Ferry Boat se recusa à cumprir a lei do pix sancionada em SC

A legislação foi publicada no Diário Oficial na última quarta-feira, (31)

Utilidade Pública

Uber recebe notificação do Procon de Florianópolis devido à recusa de motoristas em ativar ar-condicionado

Segundo o Procon, a Uber destaca o ar-condicionado como requisito mínimo para veículos de transporte de passageiros, o que poderia configurar uma violação na prestação do serviço

Utilidade Pública

IPVA 2024: vencimentos começam nesta semana em Santa Catarina

Os prazos são determinados pelo final da placa de cada veículo

Mais notícias

Saúde

Santa Catarina decreta situação de emergência por conta do aumento de casos de dengue

A governadora em exercício, Marilisa Boehm, assinou um Decreto Emergencial Epidemiológico

Segurança

Jovem português procurado pela Interpol é preso em SC

O homem agora aguarda no sistema prisional, onde ficará detido até que o processo de extradição para Portugal seja finalizado